Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

No passádo sábado, a selecção da Inglaterra fez a sua estreia no Euro 2016, num jogo perante a Rússia. Não foi propriamente um grande espectáculo de futebol, bem pelo contrário. Foram uma desilusão as exibições destas duas selecções, sendo que era da Inglaterra que se esperava mais. Orientados por Roy Hodgson, os ingleses mostraram muitas dificuldades em criar lances de perigo, apresentando uma construção de jogo bastante deficitária. Rooney apareceu em zonas muito recuadas para começar a construir, mas até ele sofreu do mesmo mal que os restantes: imenso jogo pelos corredores laterais. Quer seja em condução ou passe, com ou sem espaço para avançar, grande parte dos lances acabavam nas alas, mesmo com jogadores entre linhas no corredor central. Num dos poucos lances que a bola foi colocada com um passe vertical no corredor central, Alli sofreu falta e daí nasceu o golo. A Rússia foi uma das selecções mais fracas que se apresentou até agora nos seus processos de jogo. Uma primeira fase de construção onde só se conhecia o jogo directo, quer seja para Artem Dzyuba, quer seja para os corredores laterais. Mesmo com os centrais a terem dificuldades com bola, a Inglaterra decidiu não pressionar quase nunca essa fase. Muito pouca organização defensiva dos russos, sendo que acumulavam jogadores perto da bola sem grande critério.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)