Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Copa América - Notas iniciais

por P1nheir8, em 07.06.16

 

Na estreia na Copa América, vimos uma exibição fraca dos Estados Unidos frente a uma Colômbia que também acabou por não mostrar muito. A selecção americana a apresentar muitas debilidades nos seus processos de jogo e a permitir que a Colômbia as conseguisse explorar facilmente.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Brasil de Dunga

por P1nheir8, em 03.06.16

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Scouting - Clayton

por P1nheir8, em 01.11.15

Clayton da Silva tem sido um dos jogadores em destaque do Brasileirão. O jogador do Figueirense é, claramente, o jogador mais da equipa nesta época. Tem até ao momento 24 jogos feitos no campeonato, tendo marcado 5 golos. Na Taça do Brasil fez 9 jogos, onde marcou 3 golos. Tem sido convocado para a Selecção Sub23 do Brasil - onde apenas entram jogadores Sub20 para preparar os Jogos Olímpicos. Esteve nos Jogos Pan-Americanos, onde em 5 jogos apontou 4 golos.

É um jogador que tanto joga na frente de ataque, como descai numa das alas. É muito rápido, ágil e com forte aceleração. Gosta de assumir, de ter bola, mas o jogo da sua equipa não o beneficia muito, já que jogam recuados e quase sempre apenas em contra-ataque, dando a posse de bola ao adversário. Tem boa técnica - com alguns pormenores de grande qualidade. Controla e conduz bem a bola, tendo uma finta curta bem eficaz

Quando joga na frente de ataque, é forte a perceber a movimentação que deve fazer na área, conseguindo muitas vezes as sobras dos lances ou estar onde a bola vai ter, apesar de ainda desperdiçar vários golos. No entanto, não acho que é ali amarrado aos centrais que mais pode render. Não se pode deixar antecipar tantas vezes, perdendo a bola para os defesas, precisando também de melhorar a tomada de decisão - quando deve fazer o passe ou partir para a iniciativa individual. 

 

Rápido a ir de encontro à bola e depois logo com um bom movimento nas costas.

 

Muito rápido a movimentar-se, mas depois são várias as vezes que os colegas não aproveitam.

 

O bom poder de arranque, antecipando-se ao defesa.

 

Qualidade técnica.

 

Mais uma vez, a ganhar em velocidade ao defesa.

 

As tais sobras que várias vezes ganha na área, apesar de ter lá poucas bolas de qualidade criadas pela equipa.

 

Penso que Clayton é um jogador com nível a mais para o clube que representa e estar em uma equipa que joga apenas nas falhas adversárias. São várias as notícias que já o ligaram aos maiores clubes do Brasil e no fim da época pode dar o salto. Um jogador a ter em atenção. Tem ainda várias coisas para melhorar, mas tem potencial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Scouting - Gabriel Jesus

por P1nheir8, em 28.10.15

 Joga no Palmeiras a nova coqueluche do futebol brasileiro. Gabriel Jesus tem sido uma das grandes revelações - talvez mesmo a maior - do Brasileirão de 2015. Deu-se a conhecer ao mundo no Mundial de Sub20 que se realizou no passado verão na Nova Zelândia, sendo um dos grandes destaques da prova e um dos melhores jogadores do Brasil, vice-campeão dessa mesma prova. Chegou ao Palmeiras 2012, depois de ir prestar provas e ter agradado aos responsáveis, mas só no ano seguinte teve a oportunidade de ser inscrito. Começou logo a dar nas vistas ao bater o recorde de golos no Paulista de Sub17, com 37 golos em 22 jogos. Estreou-se a titular no campeonato no dia 9 de Maio de 2015, num empate a 2 frente ao Atlético Mineiro. É hoje titular na equipa principal do clube e tem até agora 30 jogos na época, contando com 7 golos.

Gabriel Jesus é um avançado versátil que pode jogar em qualquer das posições no ataque - tanto ao centro como em qualquer das alas. Tem jogado no lado esquerdo, sendo muito forte nas diagonais para o centro - com e sem bola - e a atacar as zonas de finalização. É muito forte no drible e nos lances de um para um, sendo muito difícil de travar, mas ainda exagera um pouco nas iniciativas individuais, quando poderia dar a bola. Quando sai do drible, tenta muitas vezes o remate, estando dentro ou fora da área. Tem pormenores técnicos deliciosos, já que tem uma técnica muito apurada. Em progressão com a bola controlada em velocidade, é mesmo muito forte, conseguindo ir passando pelos adversários. Ainda decide algumas vezes mal o que fazer dos lances, precisando de melhorar a sua tomada de decisão. Precisa também de melhorar o último passe, apesar de ter uma boa visão de jogo, acaba por falhar algumas vezes nesse capitulo. Tem boa velocidade, tanto com bola no pé como sem ela. É também um jogador ágil. 

Fisicamente não perde muitos lances, apesar de ter ainda de crescer um pouco. Tenta estar sempre em jogo, não tem medo de assumir os lances e a posse de bola. Precisa ainda de melhorar a finalização e o seu jogo de cabeça. Consegue aparecer muitas vezes a finalizar as jogadas e a ter oportunidades para isso, mas ainda falha mais vezes do que aquelas que devia, sendo uma das partes do seu jogo que precisa de ser melhorada. Apesar de o seu pé preferido ser o direito, não tem qualquer problema em usar o pé esquerdo no seu jogo. Ainda precisa de melhorar a forma como defende, apesar de mostrar vontade em ajudar o seu lateral quando joga na ala. Tem mostrado muita humildade nas suas declarações e na sua forma de estar, mesmo quando o seu nome até já começa a ser falado para a equipa principal do Brasil.

 

A forma como ele orienta logo a recepção para o remate.

 

As suas diagonais para o meio em velocidade, mas depois acaba por falhar o último passe.

 

Muito forte com a bola em progressão.

 

Boa visão de jogo e depois partir logo em velocidade para zonas onde pode finalizar.

 

Rápido e ágil a reagir aos lances.

 

Técnica muito apurada e depois o passe para o lado contrário. 

 

Vir ajudar a defender e acompanhar o lateral contrário.

 

Mais uma vez muito forte no 1 para 1, mas depois exagera quando deveria entregar a bola.

 

Transformar a forma como vai receber a bola em passe, procurar o espaço para receber de seguida, mas depois acaba por não acertar o último passe.

 

O que ainda precisa de melhorar e ser mais assertivo. A finalização.

 

Mais uma vez demonstrado como é muito rápido nas diagonais para o meio e de como procura sempre ir para aquelas zonas quando a bola está do lado contrário.

 

Mais uma vez a aparecer muito rápido e bem em zona de finalização, acabando depois por falhar o golo. 

 

Os exageros que ainda comete várias vezes ao ir em lances individuais.

 

Boa técnica e controlo de bola mas depois a precipitação no passe.

 

Mais um bom pormenor técnico de Gabriel. Atente-se também na pergunta que surge por parte de um telespectador.

 

Penso que Gabriel Jesus vai ser o que ele quiser no futebol. Tem todas as qualidades para estar no top daqui a alguns anos. É um jogador especial, com características e qualidades a que poucos se podem dar ao luxo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Scouting - Thiago Maia

por P1nheir8, em 21.10.15

 

Thiago Maia é um dos mais promissores médios da nova geração brasileira. É neste momento, aos 18 anos, um dos titulares indiscutíveis na equipa do Santos. No campeonato passado, fez apenas 11 minutos na equipa principal. Para esta época, desde cedo fez parte do plantel principal, mas pouco jogava. Ou entrava perto do fim, ou nem do banco saía. A partir da 9ª jornada tudo mudou, jogo em que foi titular contra o Internacional. A partir desse dia, tem jogado praticamente os jogos todos no 11 inicial. Joga a médio centro, dividindo essa zona do terreno com o veterano Renato. Tem, até ao momento, 23 jogos feitos no campeonato e mais 5 na taça.

Thiago é um médio centro com um óptimo pé esquerdo - o mais forte dele -, muita qualidade técnica e que pode fazer qualquer posição central do meio-campo. É um jogador que tem um muito bom toque e controlo de bola, sendo muito elegante e criativo a jogar. Pensa muito rápido, normalmente joga a 1 ou 2 toques depois de receber a bola, com processos simples e jogáveis. É normal durante os jogos ver o jogador a pedir a bola aos seus colegas e a procurar espaço para a receber. É agressivo na pressão aos adversários com bola, ganhando também muitas segundas bolas. 

Gosta de gerir os ritmos de jogo, acelerando ou travando mediante o que o jogo lhe dá. No entanto, precisa de acelerar mais vezes o jogo e muitas vezes não o faz. Gosta de levar a bola no pé, e é forte nisso, já que a conduz bem colada ao pé. Uma das suas melhores qualidades é o passe longo. É mesmo muito, muito bom. Gosta de construir a partir de trás, tentando ser sempre a primeira referência da equipa para sair a jogar.

Precisa de ganhar outra intensidade de jogo, quer ofensivamente - quando não tem bola no pé - quer defensivamente - quando não tem de ir ao adversário com bola ou recuperar da perda. Por vezes, parece que não a tem porque não quer, visto que em situações de aperto o vemos muito mais intenso e rápido no campo. É um mal que muitos jogadores brasileiros têm e por causa disso têm dificuldades na adaptação à Europa, já que aqui o ritmo é muito mais alto.

Creio que está aqui um médio de enorme qualidade e que pode brilhar na Europa daqui a algum tempo. Pode jogar em qualquer posição do meio-campo, mas penso que caso ganhe a intensidade que lhe falta, será um grande número 8. Para seguir com muita atenção.

 

Uma das melhores qualidades de Thiago Maia. O passe longo.

 

É muito agressivo quando tem de sair no homem que tem bola, como é aqui demonstrado.

 

Muito rápido na recuperação defensiva, mas como disse, isto não acontece sempre. Como era uma situação em que era previsível o perigo, vemos um Thiago muito rápido e intenso na recuperação.

 

Capacidade de ganhar as segundas bolas e depois sair daquela situação com qualidade.

 

A técnica que tem. Também se percebe aqui a forma como ele tenta estar atento a tudo o que o rodeia, já que antes de receber o passe o vemos a levantar a cabeça para ver a posição dos restantes jogadores.

 

Costuma ganhar muitas bolas de cabeça, porque apesar de não ser muito alto, tem uma boa impulsão. Depois é a tal agressividade no homem com bola.

 

Perder e recuperar, sendo muito rápido a reagir ao jogador que lhe rouba a bola.

 

Deixa-se antecipar mas depois vai recuperar mais uma vez, saindo com classe e qualidade do lance.

Autoria e outros dados (tags, etc)