Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marko Grujić é um jogador que tem estado em foco nas últimas semanas. Depois da grande época que está a fazer no Red Star Belgrade, o Liverpool chegou a acordo com o seu clube, tendo em vista a chegada do jogador sérvio a Inglaterra. Contudo, o pai do jogador não concorda com esta mudança e escondeu o passaporte dele, impossibilitando assim a transferência. Estreou-se pela equipa principal em Maio de 2013, quando Ricardo Sá Pinto era o treinador do clube. Depois disso, esteve emprestado a uma equipa da 2ª divisão, mas desde a época passada que é presença assídua na equipa principal. Este ano, leva já 22 jogos a titular, contabilizando 5 golos e 7 assistências. No passado verão, foi campeão mundial de Sub20 pela sua selecção, mas fez uma prova algo discreta. É já internacional Sub21, tendo-se estreado a 8 de Setembro de 2015.

É a médio centro que tem jogado toda a época, apesar do treinador da selecção Sub20 da Sérvia dizer que é a médio ofensivo que pode render mais. Marko Grujić é um jogador muito poderoso fisicamente e que faz disso uma das suas melhores virtudes. Raramente perde um duelo físico com um adversário. A sua altura e a boa impulsão, permitem-lhe ganhar inúmeras bolas de cabeça em qualquer zona do campo. Não é um jogador lento com a bola nos pés, já que consegue progredir com ela em boa velocidade e com uma passada larga. Protege muito bem a bola e é bastante difícil que a perca.

É um jogador que tem também uma boa capacidade de passe. O seu forte remate de longe, é um dos seus pontos mais fortes e este ano já marcou vários golos assim. Gosta também de chegar à área adversária e envolver-se nos lances de ataque. É costume exercer uma forte pressão nos adversários com bola, conseguindo roubar várias vezes o esférico. Tem de melhorar no posicionamento sem bola e nas transições defensivas, onde normalmente é fraco, mostrando falta de intensidade. Quem o conhece, diz que mentalmente é um jogador muito forte, não tendo medo de qualquer jogo ou adversário. 

 

Sai bem do adversário e depois bom passe.

 

Forte nos duelos físicos.

 

É difícil perder a bola, já que a protege muito bem.

 

Um dos problemas dele. As transições defensivas a passo.

 

Antes da bola chegar, já sabia o passe que ia fazer.

 

Mais um vez, forte a proteger a bola.

 

Outra transição defensiva a passo.

 

É alto e forte, mas não é tosco com a bola.

 

Aqui falha o golo, mas dá para perceber uma boa característica que tem. O forte remate.

 

Rápido a perceber onde a bola ia entrar e a ir pressionar, recuperando a bola para a sua equipa. Depois, Hugo Vieira faz o resto.

 

Forte a sair com a bola.

 

Srđan Plavšić chegou no inicio desta época ao Red Star Belgrade, proveniente do FK Spartak Subotica, custando 300 mil euros. Tem sido uma das grandes revelações - talvez já uma certeza - do campeonato sérvio. Tem sido titular em praticamente todos os jogos, contabilizando 22 presenças, 2 golos e 9 assistências. Assim como Marko Grujić, já é internacional Sub21 pela Sérvia, tendo feito a sua estreia no a 7 de Outubro de 2015. 

É um jogador que pode jogar tanto nas alas, como atrás do avançado, sendo normalmente um vagabundo no campo, correndo todas essas zonas ao longo dos 90 minutos. É um jogador rebelde, com aquele típico futebol de rua, jogando sem medos perante qualquer adversário e partindo quase sempre no um para um. É muito franzino, ágil e rápido, sendo uma dor de cabeça para os defesas. Tem uma excelente técnica e um drible muito forte - apesar de abusar disso muitas vezes. Conduz muito bem a bola, colada no seu pé mais forte - o esquerdo. 

Nem sempre toma a melhor decisão quando tem a bola, mas tem uma boa capacidade de passe e de visão de jogo. Nos cruzamentos quando ganha a linha, também é forte. Dá muita luta aos adversários e quando perde a bola, não fica parado, procurando sempre ajudar na recuperação. 

 

Qualidade técnica e controlo de bola.

 

Ir buscar a bola, seguir com ela controlada e depois bom passe.

 

Gosta de se recriar com a bola.

 

Muito rápido a sair em qualquer movimento.

 

Mais dois dribles onde ultrapassa os adversários.

 

Levar a bola até o central sair e depois assistência para o golo.

 

Luta pela recuperação da bola e este é um bom exemplo disso.

 

Estão aqui dois jogadores com qualidade. Penso que Marko Grujić, apesar de ser mais novo, já está preparado para um futebol mais forte e de outra exigência, já que o seu jogo tem evoluído muito e ainda pode evoluir mais. Será uma grande contratação para qualquer clube para o qual vá. Srđan Plavšić ainda é um jogador algo imaturo e a precisar de crescer mais, mas tem muita qualidade, sendo para manter debaixo de olho e acompanhar a sua evolução. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Bola na rede


Contacte-nos por e-mail