Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Scouting - Da Bélgica, com talento

por P1nheir8, em 18.11.15

O dono da baliza belga no Mundial de Sub17 foi Jens Teunckens, jovem guarda-redes do Cub Brugge. Apesar de ter tido uma ou outra falha, mostrou muita qualidade em vários jogos, sendo um dos melhores da competição. Ainda joga nas camadas jovens do seu clube, mas a continuar assim, a chamada à primeira equipa não deve demorar.

Dono de um magnífico pé esquerdo, mostrou ser o guarda-redes deste Mundial com o melhor jogo de pés, fazendo inveja a muitos defesas, médios e avançados. Tem uma agilidade e reflexos tremendos, conseguindo chegar a muitas bolas que não são nada fáceis. É forte nas saídas aos pés dos avançados e tem um tempo de reacção aos lances muito bom.

Precisa de ser mais forte e decidido nas saídas aos cruzamentos e a calcular melhor onde a bola vai cair. O jogo de mãos é também muito bom, conseguindo de uma forma excelente lançar a bola para os seus colegas de equipa.

 

A defesa a uma grande penalidade.

 

Não agarra bem a bola à primeira, mas depois é mesmo muito rápido a reagir, levantando logo e defendendo o segundo remate.

 

A fantástica qualidade a lançar a bola.

 

Rápido a reagir e a sair dos postes, tirando a bola ao adversário.

 

Talvez a sua melhor defesa durante o Mundial Sub17.

 

Aqui saiu bem e com qualidade ao cruzamento, mas é onde tem de melhorar mais.

 

Tremenda qualidade no jogo de pés.

 

Infelizmente, é este o lance a que mais associam o nome dele.

 

 

Wout Faes é um dos jovens defesas centrais mais conhecidos no mundo. Não só pela sua tremenda qualidade, mas também por ser uma cópia de David Luiz. Não apenas no físico, já que a forma de ambos jogarem é tremendamente parecida. Como é natural, Wout Faes é um grande fã de David Luiz e até recebeu uma camisola do craque brasileiro autografada pelo próprio no dia do seu aniversário. É considerado o futuro grande central da Bélgica, e as noticias que o ligam a grandes clubes são permanentes. PSG, Roma, Chelsea, Manchester United e Bayern, já foram noticiados a terem interesse no jogador. Está no Anderlecht desde 2012, ano em que chegou do Lierse SK. Costuma treinar muitas vezes com a equipa principal do clube.

A posição onde rende mais é a defesa central, mas também pode jogar a defesa direito ou até a médio defensivo. É muito forte no desarme e na marcação, sendo que corta inúmeros lances durante os jogos. No ar também é muito bom, tendo um bom jogo de cabeça e uma boa impulsão. É rápido, não sendo fácil que seja batido em velocidade.

Gosta muito de arriscar nas saídas a jogar, construindo a partir de trás. Para isso, muito contribui a boa técnica que tem. São muitas as vezes que pega na bola com elegância a partir da defesa e a conduz até longe da sua posição de origem - grande parte das vezes com sucesso. Tem uma muito boa qualidade de passe, tanto curto como longo, aliados a uma boa visão de jogo. Posiciona-se bem no campo, mas por vezes ainda facilita um pouco. Tanto nas abordagens aos lances como na forma como está no campo. Tem um grande espírito de liderança, bravura e determinação.

 

Forte na marcação e a tirar a bola ao adversário.

 

Ainda facilita em alguns lances, como este.

 

As normais saídas a jogar que ele tanto gosta.

 

Mais um bom corte.

 

Qualidade no passe longo.

 

Vem fechar o espaço do lateral mas depois recupera rápido, acabando por cortar mais um lance.

 

Recuperar a bola mas depois a facilitar.

 

Mais uma subida no terreno com bola.

 

 

Dante Rigo é um médio belga que joga nas categorias mais jovens do PSV. Chegou à equipa holandesa em 2007, depois de ter passado pelo KSK Heist e Lierse SK. Deu também nas vistas no Mundial Sub17, ao ser um dos jogadores com mais minutos na sua selecção, apesar dos seus 16 anos. Já no Europeu Sub17, tinha sido um dos melhores jogadores da Bélgica. Não tem passado despercebido aos grandes clubes e já foi associado ao interesse da Juventus e Milan.

É um jogador que pode jogar a 6 ou 8, mas penso que é a 8 que vai fazer carreira. Tem uma grande visão de jogo - rápido a pensar - e é muito bom no passe, tanto curto como longo. Gosta de jogar em tabelas e toques curtos, tentando estar sempre envolvido no jogo da sua equipa. Já se sabe posicionar muito bem no campo, ocupando bem os espaços. Tem boa técnica, um bom toque e controlo de bola. Joga bem com os dois pés, mas é com o direito que coloca mais o seu futebol em campo.

É fantástico nas bolas paradas. Foi o jogador que mais me impressionou nessa vertente durante este Mundial. Tanto livres directos, como laterais ou cantos, é fantástica a forma como ele bate a bola. Remata também muito bem de longe, sendo que o costuma fazer várias vezes por jogo. Trabalha muito para a equipa sem bola. Faz boa pressão aos adversários e consegue aguentar o rimo do jogo durante os 90 minutos. Precisa de melhorar a intensidade em alguns lances, já que algumas vezes acaba por ser desarmado.

 

Receber, rodar e fazer logo o passe para o colega.

 

Recupera a bola mas depois acaba por perder o lance.

 

Guardar bem e depois entregar para o colega jogar.

 

Rápido a pensar e a fazer logo o passe.

 

Tirar o adversário do lance com a recepção de bola e depois entregar logo com o pé esquerdo.

 

Pensar rápido e fazer o passe longo.

 

Bem em espaços curtos e mais um bom passe.

 

Fantástico nas bolas paradas.

 

Estão aqui 3 jogadores que podem ter um futuro brilhante. Admiraria-me muito que Wout Faes não fosse um dos grandes defesas centrais mundiais da próxima década. É um jogador já com um nível muito elevado e ainda tem uma margem enorme para evoluir. Jens Teunckens também surpreendeu e é outro jogador que tem ainda muita margem para melhorar. Dante Rigo é uma excelente promessa, precisando ainda de ganhar algumas coisas no seu jogo, mas as indicações que tem dado são excelentes. Três jogadores que, caso as coisas corram naturalmente, vão dar que falar nos próximos anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Bola na rede


Contacte-nos por e-mail